sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Triplo homicídio em Natal faz Rio Grande do Norte ultrapassar 1.700 assassinatos no ano

Um triplo homicídio registrado na capital do Rio Grande do Norte na madrugada desta sexta-feira (08) fez o estado ultrapassar 1.700 assassinatos neste ano.

O dado preocupante é do Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) que dá conta de um aumento de mais de 25% na quantidade de assassinatos em 2017, comparado ao mesmo período do ano passado. 

Segundo o Obvio, de 1.704 crimes ocorridos no estado entre 01 de janeiro e 08 de setembro deste ano, 445 foram registrados em Natal.

Em todo o território potiguar, os números mostram um crescimento de 25,8% na quantidade de assassinatos em 2017 em relação à 2016, quando foram notificados 1.355crimes. Já em 2015 ocorreram 1.101 mortes.

Com relação aos assassinatos deste ano, entre 01 de janeiro e 07 de setembro, Mossoró foi a segunda cidade que mais teve casos. Foram 160. Ceará-Mirim aparece em terceiro lugar com 113 crimes. Parnamirim figura com 106 e São Gonçalo do Amarante, com 83, completa a lista das cinco cidades potiguares com maior número de mortes em 2017.

Triplo homicídio

Três irmãos, sendo um adolescente de 17 anos e dois gêmeos de 22, foram mortos a tiros na madrugada desta sexta-feira (8) dentro de uma casa no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte de Natal.

Martins

Além de Natal, a cidade de Martins também registrou crime na madrugada desta sexta-feira (08). O crime foi contabilizado como o nono assassinato no município em 2017. A vítima foi identificado como Breno Maicon Chaves de Souza Carvalho, “Gêmeos” de 16 anos de idade. Ele foi morto a tiros quando chegava na casa da namorada, na rua Padre António Elias dos Santos, no conjunto Manoel Barreto.

Fábio do Vale, DeFato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente