domingo, 3 de novembro de 2019

Democratização do acesso ao cinema no Brasil – TEMA FROUXO para o ENEM 2019


E o tema do ENEM de 2019 foi sobre a “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.
Durante a tarde deste domingo, 03,  O INEP divulgou, por meio de suas redes sociais, que o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) deste ano é “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.
Que coisa insossa. Se bem que eu já avisava aos meus alunos que seria algo relacionado a juventude, as novas tecnologias e ao uso comum. Mas sinceramente não esperava que fosse tão sem graça. Se pelo menos falasse sobre a democratização dos filmes e séries por streaming, teria sido mais justo, mais coerente e menos alienista.
Porque o tema deixa a entender que alguma coisa de diferente foi feita pra “democratizar” o cinema. E isso não aconteceu. O que vem acontecendo é que as novas mídias, como Netflix, Youtube, Amazon prime e outros, mudaram a forma de se ver filmes e séries.
Cinema é outra coisa, é real, é no conforto (ou não) da cadeira, é na tela enorme, som de alta fidelidade e clima propício. Enfim, é o que muitos procuram, há muitos anos.
Se for pela questão do incentivo a indústria nacional, isso nem de longe vem acontecendo, pois o governo atual trouxe muita censura a Ancine, e barrou muitos projetos, atrapalhando a já tímida produção nacional.
Se for pelos preços praticados, nova decepção, os valores não diminuíram e nos finais de semana, algumas redes até aumentaram o valor das entradas.
O site da Agencia Brasil diz que nos últimos meses, filmes brasileiros conquistaram premiações importantes no Festival de Cannes, na França, no Festival de Locarno, na Suíça, e no Festival de Veneza, na Itália. Esse foi o centro dos debates da Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte (CineBH), que teve como tema “A internacionalização do cinema brasileiro e os desafios para o futuro”.
"A quantidade de produções brasileiras que circularam em festivais internacionais nos últimos 10 anos foi a maior de todos os tempos. Por outro lado, a presença do público brasileiro no cinema para ver esses filmes ainda é muito pequena em comparação com filmes estrangeiros. Apesar dessa repercussão internacional, há um problema histórico e sério de distribuição desses produtos. O filme acaba ganhando prêmio, mas é muito pouco visto no país. Há aí uma contradição", diz Francis Vogner, curador da CineBH.
ou seja, os filmes ganham destaque, mas não são assistidos em massa pelo público brasileiro.
Eu acho que o governo não quis mesmo foi trazer nenhum tema que causasse qualquer transtorno ou embaraço a este, que já vem sendo alvo de criticas constantes e fundadas, pelas trapalhadas que comete constantemente.

O ministro da educação, Abraham Weintraub, publicou um vídeo diretamente de Palmas, no Tocantins falando sobre o tema da redação e pasmem!, dizendo que este está sendo o melhor ENEM de todos os tempos. Isso só prova o quanto ele (não) sabe do que fala!
Detalhe: o ENEM desse ano tem o menor número de inscritos desde 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente