segunda-feira, 16 de dezembro de 2019

Alunos do RN irão disputar etapa nacional de torneio de robótica no Rio de Janeiro


Os alunos das equipes de robótica Destemidos, Gaviões Elétricos, Monxorós e Los Arretados comemoraram entusiasmados, na arena instalada no Sesi Escola de São Gonçalo do Amarante, no fim da tarde deste sábado. Eles conquistaram a classificação para a Etapa Nacional do Torneio SESI de Robótica First Lego League, que será em março do próximo ano, no Rio de Janeiro.

As quatro equipes se classificaram durante a etapa regional do Torneio SESI de Robótica, que foi nesta sexta-feira (13) e sábado (14), no SESI Escola de São Gonçalo. O Torneio é um programa internacional de exploração científica, projetado para fazer com que crianças e adolescentes de 9 a 16 anos se entusiasmem com ciência e tecnologia e adquiram habilidades para a futura atividade profissional e o exercício da cidadania.

Durante os dois dias, 23 equipes do Nordeste — tendo representantes do Ceará, Paraíba, Alagoas e Rio Grande do Norte, reúnem 200 motivados competidores que buscaram a classificação para etapa Nacional.

O presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales, esteve no local onde foi realizado o torneio neste fim de semana e destacou a importância do programa, que incentiva a participação de jovens em uma atividade que estimula o interesse pela ciência, a tecnologia, a pesquisa e a inovação.

Especialista em tecnologia educacional e representante do Departamento Nacional do SESI, Pamela Amorim ressaltou que o evento foi realizado com êxito. “Foi um torneio sensacional, bem organizado, com equipes interessadas, com muita vontade de vencer e uma organização atenciosa. O resultado foi a seleção de equipes merecedoras de irem para o nacional˜, afirmou.

O Torneio

Criado em 1998 pela FIRST® em parceria com o Grupo LEGO, o torneio propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção e programação de robôs feitos inteiramente com peças da tecnologia LEGO® Mindstorm®.

Atualmente o Torneio é realizado em 103 países, com aproximadamente 35.000 times e mais de 281.000 competidores. No Brasil, o Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI) é a instituição responsável pela operação oficial da FIRST® LEGO® League. Desde que passou a operacionalizar a competição, o SESI tem promovido anualmente a organização das etapas regionais e nacional, a mobilização de novas equipes de robótica, a capacitação de técnicos e avaliadores voluntários, bem como a articulação da competição realizada no Brasil com os operadores internacionais, estimulando a participação de equipes brasileiras em eventos no exterior. Nesta temporada, são realizados 18 torneios em 14 estados, com aproximadamente 7.000 competidores.

A iniciativa fortalece capacidade de inovação, criatividade e raciocínio lógico, inspirando jovens a seguir carreira no ramo da ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática. Por meio de uma experiência criativa, os competidores são desafiados a investigar problemas e buscar soluções inovadoras para situações da vida real, bem como programar robôs autônomos para cumprir as missões. Na temporada CITY SHAPER (Cidades Inteligentes), as equipes identificam um problema de algum edifício ou espaço público na sua comunidade, desenvolvem e compartilham sua solução com outras pessoas.

“Reunidos os alunos em times de dois a dez integrantes, eles podem estar associados a uma escola, um clube, uma organização ou simplesmente ser formados por um grupo de amigos, desde que liderados por dois técnicos adultos. Os jovens usam a imaginação e a criatividade para investigar problemas e buscar soluções inovadoras que contribuam para um mundo melhor”, lembrou Juliano Martins, superintendente regional do SESI-RN.

A gerente de educação do SESI-RN, Karenine Medina, destacou que, com o Torneio, os jovens são apresentados ao mundo da ciência e tecnologia de forma divertida. Coordenador do Torneio de Robótica no RN, Anderson Vieira, destacou a participação entusiasmada dos alunos.

Os jovens que estavam na arena demonstraram animação com o conhecimento que adquirirem ao entrar em contato com o mundo da robótica. “Nunca tinha vindo ao Torneio e estar aqui foi muito importante, jamais tinha aprendido algo igual ao que assimilei nestes dias”, comentou Ana Clara Gomes Xavier, da equipe Gaviões Robóticos e aluna do SESI de São Gonçalo.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente