quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Deputados aprovam lei e Fátima terá dinheiro para pagar décimo dos servidores


O Projeto de Lei 416/2019 que autoriza a abertura de crédito extraordinário ao Orçamento Geral do Estado, no valor de R$ 1 bilhão, 779 milhões, 169 mil foi aprovado na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte na tarde desta quinta-feira (11). Com isso, a Governadora Fátima Bezerra deverá ter recursos para pagar o salário do funcionalismo.

Durante o debate, o relator da matéria, deputado José Dias (PSDB) deu parecer contrário porque queria receber do Tribunal de Contas do Estado (TCE) um posicionamento sobre a proposição do Executivo. Para ele o projeto de lei é ilegal e por isso ele ficou em obstrução não votando a matéria em plenário.

Ao todo foram 16 votos favoráveis com a abstenção do deputado Getúlio Rêgo. O deputado Francisco do PT disse que a matéria já está com o prazo exaurido e não pode mais ser protelado. O líder do Governo, deputado George Soares pediu que a matéria fosse votada com urgência e, por isso, a votação aconteceu nesta tarde.

Para cumprir o calendário programado, os deputados precisavam votar o projeto até a próxima quinta (12). De acordo com o calendário anunciado pelo Governo do Estado, o pagamento da folha salarial do mês de dezembro começaria no próximo sábado (14) e seria concluído no dia 30 de dezembro.

O critério de pagamento segue o mesmo do mês de novembro, com adiantamento integral a quem recebe até R$ 4 mil e 30% para quem recebe acima desse valor. A categoria da Segurança Pública também recebe integral no próximo dia 14. Os órgãos com arrecadação própria e a Educação, recebem tudo no dia 30.

Já o último dia útil do mês de dezembro (31) será reservado para o pagamento do 13º salário de 2019, dia seguinte ao repasse da União dos R$ 160 milhões referentes ao leilão da cessão onerosa – recurso extraordinário essencial para quitação da folha. A depender do horário do repasse do Governo Federal, é possível que falte tempo hábil para realizar todos os depósitos no mesmo dia e uma parte do funcionalismo pode receber o salário dia 2 de janeiro.

Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente