segunda-feira, 12 de julho de 2021

Garibaldi Alves Filho nega ter sido procurado por Lula, mas admite abertura: “Vamos refletir”

O ex-senador e ex-governador Garibaldi Alves Filho (MDB) negou ter sido procurado pela assessoria do ex-presidente Lula (PT) para marcar uma conversa. Há rumores de que o ex-presidente virá ao Rio Grande do Norte para ter uma conversa e negociar com o mdbista o cargo de vice-governador, para possível chapa ao lado de Fátima Bezerra (PT), pensando nas eleições 2022.

Questionado pelo Portal Agora RN sobre a possibilidade de aceitar ou não o convite, Garibaldi disse que, se houver o convite, “será preciso refletir e discutir com os companheiros de partido”.

Em 2010, Garibaldi assumiu o Ministério da Previdência durante o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), período no qual o número de contribuintes individuais saltou de 775 mil para 4,6 milhões. No período em que esteve à frente do ministério, um programa específico de contribuição previdenciária foi criado para as donas-de-casa.

 

Vale relembrar que o MDB, partido que Garibaldi é filiado desde sua fundação, levou Michel Temer à presidência da República, após o impeachment de Dilma.

 

Garibaldi é o nome do MDB para o Senado

 

Garibaldi é o nome do MDB para disputar as eleições majoritárias para o Senado Federal pelo Rio Grande do Norte em 2022. A informação é do presidente do diretório estadual do partido no Estado, deputado federal Walter Alves (MDB).

 

Ao Portal Agora RN, Walter ressalta as qualidades de Garibaldi como político pelo estado e afirma que o desejo pela candidatura majoritária emedebista nasce das bases eleitorais do partido em Natal e no interior do estado, que desejam o retorno de Garibaldi ao Senado.

 

“Sinto nas bases, com quem eu converso, um desejo sim que Garibaldi se candidate ao Senado, porém, a candidatura depende muito da vontade do candidato para levá-la à frente. Vamos aguardar”, diz Walter nessa entrevista, em que ressalta que ainda é cedo para maiores definições.


AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente