quarta-feira, 7 de julho de 2021

MPRN intima Fátima Bezerra e secretário de Saúde a suspenderem a vacinação da imprensa contra Covid-19

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) suspendeu a vacinação de profissionais da imprensa contra a Covid-19 no estado. O governo estadual havia anunciado para esta semana a vacinação desse grupo. Após a intervenção do MPRN, publicada nesta quarta-feira 7, a gestão estadual, através da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), já recorreu da decisão, segundo a vereador de Natal, Divaneide Basílio (PT).

 

A intimação é direcionada à governadora Fátima Bezerra (PT) e ao secretário de Saúde, Cipriano. O descumprimento prevê multa diária caso esses não “se abstenham de distribuir aos Municípios do Estado doses dos imunizantes contra a Covid-19 com a finalidade de operalização da vacinação dos trabalhadores da imprensa e SUAS, assim como incluir novos grupos prioritários na Campanha de Vacinação contra a Covid-19 sem autoriação expressa do Ministério Público, considerando a necessidade de avaliação de critérios técnicos-científicos, epidemiológicos e índices de vulnerabilidade sociais”.

Os profissionais da imprensa no estado potiguar foram incluídos como grupo prioritário na campanha de imunização contra a Covid-19. O anúncio foi feito no último dia 2 pela governadora Fátima Bezerra (PT).

 

A imunização iria começar nesta semana, segundo a governadora do RN.

 

“Conseguimos aprovar a inclusão dos profissionais da imprensa no plano estadual de imunização. Começa na próxima semana. A decisão mais do que importante, justa, para quem fez um papel tão importante e estratégico na pandemia. O trabalho de comunicação social, na rua, tem contribuído muito para salvar vidas”, disse Fátima Bezerra.

 

A inclusão foi aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB). O órgão que reúne a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e municípios aprovou, ainda, a inclusão dos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Foi deliberada também a necessidade de avançar a vacinação dos profissionais da educação, com objetivo de totalizar a imunização deste público. 

 

Também em deliberação na CIB, por solicitação dos secretários municipais, foi reforçado que as vacinas destinadas à segunda dose sejam guardadas na rede de frio da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

 

Desta forma, a Sesap permanecerá como responsável pela distribuição das vacinas, seguindo o cronograma estabelecido e de acordo com o Programa Estadual de Imunização e o Plano de Operacionalização para a vacinação contra a Covid-19 no RN. As doses continuam a ser liberadas em tempo oportuno para aplicação, como já havia sido pactuado na CIB.


AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente