quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Operação Carnaval 2020 garante maior redução da violência dos últimos oito anos no RN


A iniciativa do Governo do RN em realizar a Operação Carnaval trouxe resultados positivos para a redução da violência e das ocorrências policiais em todo o Estado. Este ano o Rio Grande do Norte teve a maior redução nos números das Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLIs) durante o período do Carnaval dos últimos oito anos. Considerando o período de 21 a 25 de fevereiro, foram registrados 16 CVLIs, contra 26 ocorrências no ano passado – uma diminuição de 38,5%. Na série histórica, é a menor quantidade de CVLIs durante o Carnaval desde 2012, quando foram registrados 12 casos.

“Esse resultado só foi possível porque o Governo do Estado investiu nas diárias operacionais pagas a mais a 10 mil agentes de segurança pública, o que representa um investimento de mais de R$ 3 milhões”, afirmou a governadora Fátima Bezerra em entrevista coletiva nesta quinta-feira, 27, para apresentar os resultados alcançados. “Saúdo todos os integrantes do nosso sistema de segurança pelo trabalho feito com planejamento, foco, seriedade e responsabilidade. Mostramos que é possível reduzir a violência. Os dados de hoje falam por si. Tivemos um carnaval de paz, o mais tranquilo dos últimos oito anos”, destacou.

Fátima acrescentou que “os resultados não vieram à toa, mas como frutos de uma gestão comprometida, que investiu em diárias operacionais e na dedicação e comprometimento dos nossos agentes de segurança que aceitaram abrir mão de sua folga, atendendo esforço do governo”. Esta colaboração dos agentes, inclusive, foi essencial ao sucesso da operação, pois o efetivo policial atual tem grande defasagem, sendo equivalente ao do ano 2000. “Colhemos estes resultados por que temos planejamento e responsabilidade. Trabalhamos com ações integradas entre as instituições policiais e com as demais áreas do Governo.  Estamos aqui para servir ao povo e fazer a paz triunfar”.

A governadora externou “gratidão aos agentes de segurança pública do Estado. Acompanhei o trabalho em todo o Estado, trabalho abnegado e dedicado. Esse é o caminho. Os R$ 3 milhões investidos nas diárias operacionais não foram em vão. Trouxeram resultados expressivos e paz ao nosso povo. Nosso foco é, e será sempre, reduzir a violência e trazer paz e prosperidade ao Rio Grande do Norte e a quem nos visita”.

O secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco Araújo, destacou o empenho da administração e o comprometimento dos profissionais do sistema de segurança pública que compreende as polícias Militar e Civil, o ITEP, o Corpo de Bombeiros Militar e a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP). “Cumprimos as orientações dadas pela governadora. Fizemos o planejamento e a execução das ações que resultaram em um carnaval mais seguro e tranquilo para a população”, registrou coronel Araújo.

Diretor do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), Marcos Brandão explicou que o órgão atuou em escala de plantão, tanto em Natal e Região Metropolitana, como nas regionais do interior (Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros).  “Atuamos em conjunto com os demais órgãos da segurança, prestando nossos serviços e atendo a população”, informou.

Ana Cláudia Saraiva, delegada geral da Polícia Civil disse que os resultados positivos são reflexo do apoio do governo e de empenho e dedicação dos agentes que aceitaram trabalhar no período do descanso e da folga. A Polícia Civil trabalhou na Operação Carnaval com 50% do seu efetivo.

Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Luiz Monteiro da Silva Júnior explicou que a corporação atuou na fiscalização dos locais de realização dos eventos em todo o Estado, na prevenção de acidentes e salvamento. “Nossa atuação acontece também na orientação às pessoas para evitarem áreas de risco. Fizemos mais de duas mil orientações e sete salvamentos aquáticos. Sete famílias deixaram de chorar a morte de entes queridos”, destacou.

Secretário da Administração Penitenciária, Pedro Florêncio foi enfático: “Trabalhamos na Operação Carnaval com 49% de todo o efetivo remunerado com diárias operacionais e plantões. Com o apoio da administração estadual mantivemos o controle e a segurança para a sociedade”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente