sexta-feira, 6 de agosto de 2021

Eventos sociais com até 300 pessoas são liberados no Rio Grande do Norte; veja regras

A partir desta sexta-feira (6) estão liberados os eventos sociais com até 300 pessoas no Rio Grande do Norte. A liberação está condicionada à situação da pandemia em cada cidade potiguar.

De acordo com as regras estabelecidas pelo governo, os eventos só estão liberados em municípios com indicador composto na cor verde.

 

O último levantamento semanal publicado pela Secretaria Estadual de Saúde, no dia 2 de agosto, apontou que 138 cidades potiguares estão na cor verde. Veja aqui.

Essa é a segunda fase do calendário de reabertura de eventos sociais publicado em decreto no mês de junho.

 

O decreto já havia permitido a realização de eventos técnicos e científicos e a reabertura de cinemas, teatros, entre outras casas culturais.

 

Veja calendário de reabertura dos eventos sociais

  • Fase 1 - A partir de 23 julho de 2021, com ocupação máxima de 20% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 150 pessoas;
  • Fase 2 - A partir de 06 de agosto 2021, com ocupação máxima de 40% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 300 pessoas;
  • Fase 3 - A partir de 20 de agosto de 2021, com ocupação máxima de 60% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 450 pessoas;
  • Fase 4 - A partir de 03 de setembro de 2021, com ocupação máxima de 80% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 600 pessoas;
  • Fase 5 - A partir de 17 de setembro de 2021, permitida a ocupação de 100% da capacidade do local.

Indicador

 

O indicador composto é uma ferramenta que considera dados como ocupação de leitos, casos ativos e Covid-19, taxa de mortalidade, entre outros. Ele é apresentado em cinco níveis numéricos representados por três cores: verde, amarelo e vermelho.

 

Os eventos sociais estão condicionados a esses municípios estarem no nível verde.

 

Ainda de acordo com o governo, os protocolos estabelecidos, como uso de máscara e distanciamento, devem ser mantidos. A fiscalização será feita pela operação Pacto Pela Vida.


G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente