terça-feira, 17 de maio de 2022

Fábio Dantas viaja pelo RN e propõe “Estado empreendedor” se vencer

Pré-candidato ao governo do Estado, Fábio Dantas (SD) tem percorrido os municípios do Estado apresentando seu programa de governo, propostas e debatendo temas relevantes para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Com entrada promissora nas pesquisas de intenções de voto, se tornou aposta de parte da oposição para derrotar a governadora Fátima Bezerra (PT) nas urnas.

 

Em seu projeto, intitulado ‘Fábio Dantas pelo RN’, ele visita as cidades do interior, onde, segundo ele, é bem recebido. “Em cada lugar que chego, tenho sido recebido sob aplausos e sorrisos, além de ser abraçado e acolhido pelos líderes políticos, aliados e apoiadores potiguares que desejam a sua eleição como o governador do Estado”, disse.

 

Para ele, é preciso restaurar o protagonismo do RN e da força do potiguar, para que o Estado possa tornar-se um lugar bom para se investir e gerar emprego e renda para sua população. “Não acredito que possamos construir um novo Rio Grande do Norte na forma que estamos, um Estado estagnado, onde o governante pensa mais em um partido político do que na população de forma geral”, disse.

E lamentou a situação atual do RN. “Entendo que um governo deve ser feito com o gestor se colocando no lugar das pessoas, sabendo ouvir e o nosso governo será de muito coração, mas também sabendo que é importante a formação. Precisamos mudar a face do Rio Grande do Norte e levar para nossa população oportunidades de geração de emprego e renda. Um governo empreendedor irá nascer a partir da nossa chegada, no dia 1º de janeiro de 2023”, ressaltou, em entrevista à rádio Nova 89 FM.

 

Em declaração ao AGORA RN, nesta segunda-feira 16, Fábio Dantas afirmou que a gestão atual abandonou as cidades, não se preocupa com os principais problemas que afligem as pessoas. “Não é esse o Rio Grande do Norte que eu quero para os meus filhos, não é esse o Estado que eu quero para os meus semelhantes”. E que, ao assumir o governo do Estado, pretende estabelecer um diálogo com a Assembleia Legislativa sobre todas as reformas necessárias para tornar a máquina pública saneada.

 

“Os aumentos inflacionários serão concedidos a todos servidores públicos, indistintamente do cargo que ocupa. Esse discurso de aumentar o salário de uma categoria e não aumentar o da outra não irá existir em nosso governo. Os aumentos inflacionários serão concedidos a todos os servidores públicos, indistintamente do cargo que ocupa”, ressaltou.

 

Segundo Fábio, todos os servidores públicos estaduais terão remuneração prevista em seu plano de governo. “Igual e acessível a todos. Por exemplo, o procurador do Estado, que recebe uma remuneração com aumento diferenciado, porque são de quatro em quatro anos, receberá o acumulado e vamos aplicar a inflação dos anos para poder dar aquilo que eles têm por direito previsto na Constituição, para quem faz parte da carreira jurídica, por exemplo”.

 

O pré-candidato defendeu também que, o discurso de aumentar muito o salário de uma categoria e não aumentar da outra não irá existir em seu governo. “Ainda em relação ao funcionalismo público, iremos, nos primeiros 60 dias, pagar a correção monetária, tendo em vista que a governadora está pagando os salários dos servidores com o mesmo valor de 2018. Vamos corrigir pela inflação e pagar essa diferença que ela não irá pagar”, se comprometeu.

 

EMPREGO E RENDA

O pré-candidato ressaltou que, na geração de emprego e renda, vai investir na diminuição da burocracia para atrair e aumentar os investimentos e usou como exemplo o setor atacadista, que hoje paga 17% de impostos. “Vamos reduzir o imposto, ao mesmo tempo que eles garantem a arrecadação dos tributos. Dessa forma, vamos aumentar a competitividade das nossas empresas no Estado e manter a arrecadação que sempre tivemos. Então, há uma ideia de diminuir o imposto, mas manter a arrecadação e aumentar ela gradativamente com o aumento das vendas no atacado”, destacou. E continuou: “Vamos aproveitar as áreas que não tem água para incrementar as oficinas de costura, isentar o ICMS na aquisição de máquinas, estimulando os empreendedores a adquirirem equipamentos e tecnologias, para melhorar o funcionamento dessas empresas”, disse.

 

INFRAESTRUTURA

Em relação à infraestrutura e às estradas do Estado, Fábio Dantas afirmou que estas nunca foram prioridades e que é preciso cerca de R$ 1 bilhão para reformar as existentes e criar um programa contínuo de manutenção. Para a execução deste trabalho, é preciso fazer reformas necessárias da reorganização financeira do Estado. “A partir daí, o RN não ser tão dependente dos recursos federais para execução de obras necessárias, preeminentes e contínuas. As rodovias e estradas terão um trabalho contínuo de manutenção, coisa que nunca foi feito. A governadora Fátima anuncia estradas todos os anos, mas que não se tornam realidades”, pontuou.

 

EDUCAÇÃO

Dantas destacou que, na Educação, pretende colocar todas as escolas para funcionarem em sua plenitude, investirá pesado na educação profissional, criando uma Escola de Governo, que já existe, unida à Universidade Estadual (UERN) para dar qualidade no apoio à gestão. “Por exemplo, criar uma espécie de vestibular para selecionar os melhores da rede estadual do ensino superior do Metrópole Digital, para termos tutores da construção dos projetos de desenvolvimento do RN. Queremos, a partir deles, construir uma Escola de Governo que se transformará em escola profissionalizante de construção de projeto para o próprio governo. O Estado gasta muito com consultorias, queremos acabar com as consultorias e usarmos a UERN e a Escola de Governo nesse sentido”, falou.

 

SAÚDE

Entre as propostas, Fábio Dantas disse que para a área da saúde pública pretende, “os hospitais regionais terão porta de entrada e pronto-socorro para toda a população. Não vou segregar a minha população se um hospital é ou não de referência naquele tratamento, pois para mim hospital é hospital e pronto-socorro deve estar aberto para todo mundo”, prometeu.

 

SEGURANÇA

Para combater a violência que assola o Estado, Fábio Dantas explicou que pretende fazer dez quartéis, que farão parte de um batalhão batizado, a princípio, Carcará. “Eles terão quatro viaturas e uma estrutura funcionando 24h, para ser um batalhão especializado em combater roubos a bancos e crimes de maior gravidade. Vamos aumentar o investimento no custeio da Segurança Pública, criando um fundo para que possamos ter os recursos e não ficarmos todo mês retirando do fundo de participação ou ICMS”, disse.


Adenilson Costa, AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente