sábado, 8 de fevereiro de 2020

Maquiagem, “Lei da Mordaça”, xingamentos e defesas desengonçadas: retrato de uma gestão em Angicos



A atual gestão municipal de Angicos acredita ser intocável. Ninguém pode criticar ou discordar que é considerado inimigo, é tratado de forma desigual e tem que ficar calado. Ninguém pode falar nada ou escrever em rede social, mesmo ante os erros, falta de compromissos ou maquiagens públicas.

A lei do silencio ou a “lei da Mordaça” já está acontecendo em Angicos, e muitos se calam com medo de retaliações e reprimendas.

Quando alguém critica a gestão, quando alguém aponta erros sobre algum setor da administração em Angicos, um verdadeiro time de defensores, pessoas que fazem parte da administração e são convocados para isso, partem em defesa do gestor, de forma coordenada, com raiva e furor. É agressão, xingamentos e muito mais.

Os mais simples temem falar, comentar sobre a coisa pública, com medo de sofrerem algum tipo de restrição ao precisarem dos serviços públicos e se calam.
A esse blogueiro, no entanto, vai demorar pra calar. Nem adianta tentar intimidar, porque deleto agressões, mas antes printo, pra justiça. Eu só vou escrever sobre o que for fato, real e concreto. Que a gestão mostre que é diferente.

 Quem está no poder deve estar esquecendo uma coisa: não é dono de nada, é tudo do povo. Parem de achar que mandam em tudo, pois mandado de político tem prazo de validade: quatro anos. 

Não adianta ninguém querer ser o “Santo do Pau Oco”. Não cola mais, faz tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente