terça-feira, 3 de maio de 2022

Assinatura da Amazon Prime no Brasil vai aumentar no dia 20 de maio

Depois de aumentar valor do serviço no exterior, chegou da Amazon subir o preço da assinatura Prime no Brasil, anunciou a empresa nesta terça-feira (3). Atualmente custando R$ 9,90, a mensalidade da Amazon Prime vai subir para R$ 14,90, já no dia 20 de maio.

 

O preço era o mesmo desde o lançamento do serviço no país, em 2019. Com o aumento da mensalidade, sobe também o valor da assinatura anual, de quem paga os 12 meses em uma só parcela. Antes, custava R$ 89 (R$ 7,41 por mês), chegando a R$ 119 (R$ 9,91 por mês).

 

Usuários antigos, porém, só vão receber o novo preço do Amazon Prime na fatura no dia 24 de junho, data de renovação. Os valores reajustados valem primeiro para quem ainda não tinha assinado. Aqueles que ainda não têm o serviço, podem assinar pelo valor anual antigo até o dia 19 de maio.

O serviço Amazon Prime oferece frete grátis em diversos produtos do varejista fundado pelo bilionário Jeff Bezos. Além disso, a assinatura dá acesso ao serviço de streaming Prime Video, com diversas produções originais, incluindo séries e filmes brasileiros.

 

Logotipo da Amazon impresso em uma caixa de papelão e exibido na tela de um celular. Amazon.com, Inc., é uma empresa americana de comércio eletrônico e computação em nuvem.

 

Os assinantes também podem usar o Prime Reading, para livros, e o Amazon Music, aplicativo de streaming de música. Outro detalhe é o Prime Gaming, que dá jogos gratuitos mensalmente. Também é possível assinar um canal por mês na Twitch.

 

A Amazon anunciou o reajuste nos preços do serviço brasileiro dias após registrar o primeiro prejuízo trimestral em sete anos, de US$ 3,8 bilhões. A empresa viu ainda um crescimento mais lento na receita, com a queda nas vendas e aumento dos custos.

 

Nos Estados Unidos, a mensalidade da Amazon Prime subiu em fevereiro, de US$ 12,99 para US$ 14,99, no valor mensal, e US$ 119 para US$ 139, no anual. No começo deste ano, analistas já indicavam a possibilidade de aumento.


Olhar Digital com Folha de S. Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente