terça-feira, 27 de outubro de 2020

Caminhoneiro suspeito de estuprar e matar adolescente do RN e deixar corpo em canavial da PB vai a julgamento

Um caminhoneiro de 34 anos acusado de ter estuprado e matado a adolescente potiguar Karolina Oliveira Gomes, de 16 anos, em agosto de 2019, vai a julgamento. Uma audiência de instrução foi iniciada na manhã desta terça (27), mas acabou remarcada para novembro após o advogado de defesa desistir do processo.

 

A adolescente saiu de casa, em Goianinha, no Rio Grande do Norte, para imprimir um trabalho no dia 5 de agosto. No entanto, ela desapareceu e foi encontrada morta um dia depois em um canavial no município de Mamanguape, na Paraíba.

O julgamento é comandando pela Justiça paraibana. Nesta terça-feira (27), familiares e amigos de Karol, como era conhecida, se mobilizaram em Goianinha e seguiram viagem em dois ônibus até Mamanguape. Já no fórum da cidade, os pais pediram a prisão do acusado.

 

O caminhoneiro preso pelo crime, chegou ao fórum de Mamanguape sob gritos de revolta dos familiares da vítima, por volta das 8h30. Apesar da presença de todas as partes, a audiência foi suspensa, por causa da desistência da defesa.

"Estamos muito apreensivos com o resultado desse julgamento. A gente espera uma condenação com pena máxima. A gente vem esperando essa resposta há um ano e dois meses", disse a mãe de Karol, Ednilda Fernandes.

 

"É para ele ficar pelo menos um bom tempo na cadeia. Hoje em dia é fácil demais sair da cadeia. Não sai a menina do cemitério, mas ele sai da cadeia", disse o pai da jovem, Francisco Gomes.


G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente