Postagem em destaque

Eleição da Câmara em Angicos; está chegando a hora!

A eleição da câmara de vereadores de Angicos se aproxima rapidamente. De acordo com declaração ao blog do Presidente Neto Maciel, o " P...

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Quatro pessoas não vacinadas morreram nas últimas 24 horas no RN por Covid-19

Somente nas últimas 24 horas, quatro pessoas morreram no Rio Grande do Norte por Covid-19 e, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap), nenhuma tinha registro de vacina. Os casos foram nos municípios de Serra do Mel, Açu, Goianinha e Parnamirim. Os pacientes de 36, 67, 72 e 79 anos e, pela idade, todos já poderiam ter completado o esquema vacinal.

Somente até o início deste mês, o Rio Grande do Norte mais de 200 mil pessoas com a segunda dose de uma das vacinas contra a covid-19 em atraso. Até esta quinta (11), o RN tinha um total de 376.496 casos confirmados de covid, sendo 121 nas últimas 24 horas. A Sesap ainda investiga 183.958 casos suspeitos e acompanha outros 108.583 casos da doença. O RN já tem 7.429 óbitos confirmados até o momento, além de 1.333 mortes suspeitas de covid-19.

A média de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivos e UTI’s) no Estado é de 41,6% nesta quinta (11), sobe para 45,6% na região metropolitana de Natal, baixa para 34,1% da região Oeste e para 33,3% no Seridó, de acordo com o Sistema de Regulação. Desde o início da pandemia, 938 pacientes com covid-19 morreram no RN sem conseguir acesso a um leito de internação. Atualmente, não há fila de espera e 101 leitos estão disponíveis para o caso de internações.

 

Dentre os hospitais com leitos críticos destinados a pacientes com covid-19, apenas o Hospital Colônia Dr João Machado apresenta alta taxa de ocupação, com 90% das vagas preenchidas. O Hospital Rafael Fernandes está com 70% de ocupação, já o Giselda Trigueiro, o Maria Alice Fernandes, a Unidade Materno Infantil Integrada de São Paulo do Potengi e o Hospital Universitário Onofre Lopes, estão com ocupação que varia de 60% a 68%.

 

Agência Saiba Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente