segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Resultados do Enem 2021 sairão em 11 de fevereiro; gabarito oficial deve ser divulgado até quarta

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 serão divulgados em 11 de fevereiro, segundo o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas.

Nessa data, os candidatos poderão consultar o boletim com as notas individuais em cada prova (linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação).

 

O gabarito extraoficial do Enem será publicado ainda nesta semana, na quarta-feira (1º). Ele só permite, no entanto, que o aluno saiba seu número total de acertos.

Como a prova é corrigida pela Teoria de Resposta ao Item (TRI), a nota final não é calculada apenas com base na porcentagem de respostas corretas.

 

Ela detecta a "coerência" no desempenho do aluno: se ele acertou questões muito difíceis, por exemplo, e errou as consideradas fáceis, provavelmente "chutou" as alternativas. A TRI detecta essa incongruência e atribui menos pontos ao candidato.

 

Duas pessoas que acertarem 120 de 180 questões podem tirar notas totalmente diferentes, portanto. Entenda mais sobre esse "método antichute" aqui.

 

Taxa de abstenção

 

A edição de 2021 teve taxa de abstenção de 29,9%, segundo o Inep.

 

No primeiro domingo de prova (21), 26% dos inscritos não haviam comparecido à avaliação.

 

São índices inferiores aos da edição passada, quando, no auge da pandemia de Covid-19, 51,5% dos participantes faltaram.

 

Mandados de prisão

 

Houve 31 mandados de prisão cumpridos durante o Enem 2021, sendo 27 no primeiro domingo e 4 no segundo, afirma Cléo Mazzotti, delegado da Polícia Federal.

 

Foram referentes a sequestro, tráfico de drogas, estupro de vulnerável e outros crimes graves, explica.

 

Reaplicação do Enem

 

Mesmo diante da abstenção recorde do Enem, em 2020, o Inep não mudou o edital: aqueles alunos que estavam isentos, não fizeram a prova e não justificaram a ausência perderam o direito à gratuidade da taxa de inscrição em 2021.

 

Apenas argumentos como doenças infectocontagiosas ou mortes na família foram aceitos - quem deixou de fazer a prova por medo de contrair Covid-19 só poderia, a princípio, participar do Enem 2021 pagando a taxa de R$ 85.

 

Com isso, apenas 3.109.762 inscrições haviam confirmadas (menor número desde 2005).

 

Após ser acionado por partidos políticos e por entidades, o Supremo Tribunal Federal determinou que as inscrições para esses candidatos fossem reabertas.

 

Esse grupo fará a reaplicação do exame em 9 e 16 de janeiro de 2022, na mesma data que as pessoas privadas de liberdade (Enem PPL).


Agência Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente