quinta-feira, 12 de maio de 2022

Após denúncias, operação tenta evitar uma rebelião em Alcaçuz

A Secretaria de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte (Seap) realizou nesta quarta-feira (11) uma operação no entorno do presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta. O motivo foi o recebimento de denúncia anônima sobre suposta ordem de rebelião que teria sido encaminhada de fora para dentro da unidade prisional. Policiais penais cercaram o entorno e fazem revista nas celas. Contudo, até o momento, nada foi encontrado, mas as visitas de familiares e atendimento de advogados foram suspensos.

 

De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, Pedro Florêncio, a operação foi montada com mais de 100 policiais penais, que estão fazendo patrulhamento nas áreas do entorno de Alcaçuz, incluindo região de dunas e residências nas proximidades. Além disso, também estão abordando veículos que circulam pelo local, assim como também intensificaram a revista dentro da própria unidade.

"Nada foi encontrado até o momento e queremos dizer à sociedade que o sistema prisional está sob controle e em segurança. São ações preventivas", garantiu o secretário. 

 

Contudo, apesar de ainda não haver indícios de que a denúncia teria fundamento, não há confirmação sobre quando as visitas e a entrada de advogados na unidade serão liberadas.

 

"Enquanto durar a operação, vamos suspender visitas de familiares e advogados para manter a segurança de todo o sistema. Não sabemos se vai terminar (a averiguação) hoje ou se levaremos mais de um dia", disse.


Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente