terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Auxiliar da governadora Fátima afirma que diálogo com MDB continua aberto

O diálogo entre a governadora Fátima Bezerra (PT) e o MDB de Walter Alves e Garibaldi Filho sobre uma eventual aliança na eleição 2022 não está prejudicado pela possibilidade de outro Alves, o ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), compor chapa majoritária como candidato ao Senado da República. Quem garante é o chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, que foi escolhido pela governadora para participar diretamente das articulações politico-eleitorais.

 

Nesta segunda-feira, 21, Raimundo Alves disse que a possibilidade de o MDB apoiar a reeleição da governadora continua na pauta e que o diálogo está fluindo. Entrevistado no programa Balbúrdia, da agência Saiba Mais, o auxiliar da governadora afirmou que conversou com Garibaldi e Walter depois da notícia de que o MDB não teria posição em chapa majoritária.

“Sabemos do peso do MDB, é um partido que tem capilaridade política no Estado, tem história e hoje tem quarenta prefeituras no Rio Grande do Norte”, disse. “Inclusive após algumas reportagens que saíram, liguei para Garibaldi Alves Filho, que é, como sempre, um diplomata, um gentleman e sobre mal entendidos de que o MDB não teria espaço na chapa, ele disse que está tudo bem entre todos nós, que vamos seguir conversando. Conversei também com Walter Alves e alguns prefeitos emedebistas”, registrou. “Lembrando a todos que aliança não é só para vencer as eleições, também é para dar governabilidade”, continuou.

 

A possibilidade de aliança entre PT e MDB é uma demanda nacional, com repercussão no RN. Foi o ex-presidente Lula que declarou de público o desejo de ter o MDB na chapa da governadora Fátima Bezerra. No final de 2021, em visita a Natal, Lula se reuniu com Walter e Garibaldi, com a presença de Fátima. “Lembro que naquele jantar em Natal Lula deixou claro que desejava o nome de Garibaldi para tentar o Senado. Se ele tivesse aceitado, seria a palavra de Lula e estaria praticamente fechada essa composição e não haveria essa polêmica atual sobre a pré-candidatura ao Senado”, destacou Raimundo, ao afirmar que “a aliança com o MDB não está descartada. Queremos o MDB no nosso projeto.”

Ezequiel Ferreira

 

Raimundo Alves voltou a afirmar que está trabalhando para ter Carlos Eduardo na chapa da governadora, mas também ressaltou que o diálogo está sendo feito com todos os partidos interessados em apoiar o projeto vitorioso de 2018. PSB e PCdoB já fazem parte naturalmente do apoio ao governo estadual e estão inseridos no projeto 2022.

 

O chefe de Gabinete também falou sobre a possibilidade de o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), ser o candidato a governador para enfrentar Fátima. Ele disse que o que existe é especulação na oposição, e que até o momento Ezequiel “continua nosso parceiro e participando da gestão.”


DeFato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente