quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Solenidade da chegada das águas do São Francisco no RN teve de tudo, menos água


Teve mentira, culto improvisado e ataques aos adversários. Tudo menos a entrega das águas da Transposição do Rio São Francisco na solenidade realizada agora há pouco na cidade de Jardim de Piranhas.

As águas não chegaram porque as comportas não foram abertas para a conclusão da obra por um erro de cálculo. Conforme reportagem da Agência Saiba Mais as águas sequer chegaram à cidade de São Bento, que fica a 18 quilômetros de Jardim de Piranhas.

A água usada em algumas imagens é de chuva.

Na falta de comportas para abrir os apoiadores do presidente Bolsonaro apontaram a metralhadora contra os adversários.

A começar pelo ministro das comunicações Fábio Faria (PSD) falou mais sobre a governadora Fátima Bezerra (PT) do que sobre a obra. Acusou-a de mentir que comprou vacinas, mentiu falando que o Governo Federal bancou as folhas atrasadas pelo pai dele (Robinson Faria) quando governador (fato já esclarecido pelo TCE/RN) e falou sobre o piso nacional dos professores acusando Fátima de trabalhar contra o reajuste de 33,24%. “Alguém aí conhece um aluno da professora?”, provocou.

Já o ministro do desenvolvimento regional Rogério Marinho destacou a defesa de Bolsonaro pelas liberdades individuais e ao falar da obra citou a importância do povo nordestino para o Brasil. “A nossa cultura é a tradição e a música do Brasil”, disse para em seguida citar vários escritores nordestinos como Raquel de Queiroz, Jorge Amado e Graciliano Ramos. “Nós somos um povo resiliente e empreendedor e é isso que o governo do Brasil está proporcionando”, acrescentou.

Ele destacou a importância da água para o povo nordestino e disse que a transposição não tem dono ao responder um comentário do ex-presidente Lula nas redes sociais. “Essa obra foi marcada entre 2007 e 2016 pelo abandono e pelo desperdício”, disparou.

Rogério ainda mentiu dizendo que em dez anos foram apenas 50% da obra realizada (na verdade foram 90%).

Protagonista do escândalo do tratoraço, Rogério Marinho disse se orgulhar de estar em um governo há três anos sem ministros envolvidos em corrupção.

Tanto Rogério como Fábio prometeram se entender e que só um dos dois disputará o Senado.

Após um culto improvisado pelo ex-senador capixaba Magno Malta, Bolsonaro usou a palavra para dizer que faz um governo que acredita em Deus, respeita os militares e defende a família.

Bolsonaro falou que o dinheiro desviado da Petrobras dava para fazer três transposições do Rio São Francisco. “O Brasil pode fazer muito basta não roubarem”, disparou.

Teve de tudo menos a chegada das águas.

Fonte: Blog do Barreto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente