sexta-feira, 22 de abril de 2022

Homem que dirigia carro arrastado por enxurrada no interior do RN relata susto: 'Levou a gente rio a dentro'

"Na hora que a gente estava passando em cima da ponte veio aquela tromba d'água. Só deu tempo parar o carro. O carro ficou parado no meio da pista, com meio mundo de água, e veio essa outra tromba d'água, mais forte ainda, e levou a gente rio a dentro".

 

O relato é do motorista Aurilúcio Soares, de 45 anos, que conduzia o carro que foi arrastado por uma enxurrada, na noite de quarta-feira (20) na BR-304, em Itajá, na região Oeste potiguar.

 

Ele estava com a esposa e o filho, além de outros dois parentes, no veículo. Ninguém ficou ferido.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a enxurrada aconteceu após a sangria de um açude.

 

Ainda de acordo com o homem, após ser arrastado por vários metros, o carro modelo Logan parou ao se prender em um toco.

"No momento que o carro ficou parado, começou a encher de água, mas ai os populares que iam passando conseguiram tirar a gente com uma corda. Graças a Deus, deu tudo certo", relatou.

Ainda de acordo com o homem, que trabalha como motorista da prefeitura de Patu, o caso aconteceu por volta das 20h. A família seguia do município do Oeste potiguar para Natal.

 

O cenário de destruição deixado pela enxurrada foi registrado por pessoas que moram na região durante a manhã desta quinta-feira (21) - veja o vídeo acima. A força da água avançou sobre a estrutura de uma ponte que fica na altura do quilômetro 127 da rodovia, e danificou parte da estrutura de proteção lateral, além de arrastar o carro.

 

A força da água também rompeu uma adutora usada no abastecimento de cidades da região Central. Segundo a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), o fornecimento de água foi suspenso para as cidades de Angicos, Fernando Pedrosa, Pedro Avelino, Lajes, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos, Jardim de Angicos, Riachuelo e as comunidades de Mulungu e Cachoeira do Sapo. A previsão é que o sistema só seja religado no próximo sábado (23) e leve 72 horas para ser normalizado.

 

Ainda de acordo com a PRF, a enxurrada não afetou a estrutura da pista, mas o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito foi


G1RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente