segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Cientistas brasileiros criam Inteligência Artificial para identificar a Covid-19 pela voz

Uma das principais formas de conter a pandemia de coronavírus é identificar o mais rápido possível as pessoas infectadas e isolá-las. Essa tarefa, porém, não é tão fácil. Pensando nisso, pesquisadores da USP estão trabalhando em um sistema de inteligência artificial para reconhecer problemas respiratórios por meio da voz.

O Sistema de Detecção Precoce de Insuficiência Respiratória por meio de Análise de Áudio (Spira) identifica padrões na voz para acelerar uma possível internação de emergência. A solução funciona tanto em um aplicativo como em um site, e pode ser usado como triagem no sistema de saúde.

Para identificar os padrões de fala, os pesquisadores coletaram informações de mais de 5.300 pacientes do Hospital das Clínicas, em São Paulo. Além disso, criaram um formulário para coletar a voz de pessoas saudáveis, disponível na página do projeto. Aqueles que querem participar devem informar idade, sexo, se apresenta sintomas como febre e tosse e gravar uma fase curta.

Depois, o Spira vai comparar a voz de pessoas saudáveis com as de quem apresentou problemas respiratórios graves, buscando encontrar padrões. Quando finalizado, o sistema de inteligência artificial poderá informar, principalmente, se a pessoa deve ou não procurar um hospital.

Esta, porém, não é a primeira iniciativa que busca utilizar a IA para detectar pacientes com Covid-19. No Brasil, pesquisadores da Fiocruz já estão coletando registros de tosse. Para participar, basta ter mais de 18 anos, gravar um áudio e enviar pelo site do projeto.

Ainda há projetos semelhantes nos Estados Unidos, por meio dos aplicativos Sonde One, da Sonde Hearth, Covid Voice Detector, da Universidade Carnegie Mellon, e VocalisHealth. Espanha e Inglaterra também trabalham em tecnologias do tipo.

UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente