sexta-feira, 25 de março de 2022

Justiça solta psicóloga suspeita de abandonar filho e cachorros em Mossoró

Após a audiência de custódia, a Justiça do Rio Grande do Norte determinou nesta quinta-feira (24) que a psicóloga de 43 anos vai responder em liberdade ao crime de maus-tratos aos animais. Ela havia sido presa em flagrante, mas com medidas cautelares, por ter deixado o filho adolescente de 14 anos e mais 23 cachorros em situação de abandono em uma casa no município de Mossoró, no Oeste potiguar.


Dentre as medidas cautelares, a psicóloga precisa comparecer à Justiça todas as vezes que for intimada, além de estar proibida de sair de sua cidade.

 

O caso, que aconteceu nesta quarta-feira (23) chocou o Rio Grande do Norte, quando a guarda municipal de Mossoró encontrou a casa em estado deplorável e registrou em vídeo. A bagunça contava com centenas de fezes dos cachorros empilhadas em um canto da casa, assim como outros entulhos e lixos pelo resto do imóvel. Quase não há espaço livre no chão. É possível ver os agentes da guarda andando sobre a bagunça.

Inquérito

 

De acordo com o delegado José Vieira, da 2ª Delegacia de Polícia Civil, até o momento da prisão o conselho tutelar ainda não tinha apresentado denúncia à corporação sobre o abandono do adolescente, que é filho da mulher e de um vereador da cidade. Há ainda a possibilidade de os pais responderem por abandono de incapaz.

 

O adolescente de 14 anos está sob os cuidados de um tio e outros familiares.

 

Em entrevista à Inter TV, o pai do jovem afirmou que lutava há dois anos pela guarda compartilhada, mas que a mãe teria afastado o menino do convívio de toda a família. Ele também disse que só tomou conhecimento do estado em que o filho estava submetido nesta quarta-feira (23).


Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente