sábado, 5 de março de 2022

Ezequiel poderá ser o vice de Fátima; PT e MDB continuam se articulando

As expectativas em torno da composição da chapa majoritária encabeçada pela governadora Fátima Bezerra (PT) ganham novas perspectivas com a possibilidade do presidente estadual do PSDB e da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira, vir a ser o vice-governador da petista, ou ainda, indicar um nome para ocupar o referido posto.

 

Caso se confirme, o presidente estadual do MDB, deputado federal Walter Alves, e seu pai, o ex-senador Garibaldi Alves Filho (MDB), também apoiariam a reeleição da petista. Nessa nova configuração, Garibaldi irá para a Câmara Federal e Walter, para a presidência da Assembleia, caso Ezequiel aceite ser o vice-governador do Estado. Já o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), seguirá rumo ao Senado.

 

Em entrevista exclusiva ao AGORA RN, nesta sexta-feira 4, o chefe da Casa Civil, Raimundo Alves, destacou que Ezequiel continua sendo um importante aliado da gestão. “Até decisão contrária, que só Ezequiel pode falar, ele é parte do nosso governo não apenas como aliado, mas como partícipe”.

Embora Ezequiel seja considerado pelos petistas um grande apoiador da governadora, até o momento, não há nenhum posicionamento oficial sobre uma possível candidatura ao lado de Fátima ou em chapa articulada pela oposição.

 

Questionado caso a chapa Fátima – Ezequiel se torne viável, Raimundo afirmou que o tucano ainda não apresentou projeto de ser o vice-governador ou indicou um nome para a disputa majoritária. “Ele é um político de muita clareza e acredito que, se pensasse nesse projeto, já teria apresentado. Jamais tratou disso comigo ou com a governadora”, frisou, sem descartar a possibilidade da dobradinha Fátima – Ezequiel se tornar realidade no futuro.

 

O deputado estadual Francisco do PT explicou que Ezequiel Ferreira participa do governo, tem ajudado na governabilidade e, por isso, é um deputado da base. “Aliás, um deputado governista que, no exercício da presidência da ALRN, tem colaborado para a aprovação dos projetos de interesse do povo potiguar. Na minha opinião, todos os nomes citados merecem nosso respeito. Assim como o atual vice-governador, o senador Jean e outras lideranças e partidos com os quais o diálogo continua a fluir”, ressaltou.

 

Já para o deputado estadual Bernardo Amorim (MDB), é pouco provável que Ezequiel deixe de ser o presidente da Assembleia para ser vice-governador.

 

ALIANÇA PT E MDB. Sobre a aliança política entre as duas siglas, Raimundo Alves garantiu que as conversas prosseguirão até um entendimento. Os diálogos acontecem desde a visita do ex-presidente Lula a Natal, em agosto passado. “Vamos retomar as conversas com o MDB na próxima semana”, garantiu.

 

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB), oposição ferrenha à governadora, não aceita a aliança. “A minha posição é ser contra, porque ela mentiu e enganou o povo. Ela está mentindo para tentar se reeleger e não vai contar comigo. Não tem a menor chance. Tem muitos diretórios do MDB, onde a maioria é contra nosso partido se juntar à ela”, disparou.

 

Procurado pela reportagem do portal AGORA RN, o ex-senador Garibaldi Alves Filho pediu desculpas e esclareceu que não poderia antecipar sua opinião sobre a chapa. “Seria antecipar a minha posição de forma isolada”, ponderou. Até o fechamento da edição, o deputado federal Walter Alves não havia respondido nosso contato.


AgoraRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente