quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Dupla armada invade escola e fere 3 adolescentes em Fortaleza


Três adolescentes são baleados após quadra de escola ser invadida por dupla armada. — Foto: Reprodução
"Foi um pesadelo, um filme de terror que eu não desejo a ninguém." Foi assim que a mãe de um dos adolescentes baleados na quadra de uma escola no Bairro José Walter, em Fortaleza, descreveu a cena do crime. O caso aconteceu na noite desta quarta-feira (15), quando uma dupla armada invadiu uma partida de futebol na quadra da escola e atirou contra jovens que estavam jogando. Três adolescentes ficaram feridos e dois seguem hospitalizados. O estado de saúde dos jovens ferido não foi informado.

"Estava em casa. Quando ouvi os tiros, corri para a escola. Ele já estava baleado com as mãos na cintura. Voltei para casa para chamar meu esposo, e corremos para levá-lo para o hospital", conta a mulher, que preferiu não se identificar. "Eu me vi em outro estado, nos EUA. Pensei que era uma chacina, que iam matar todo mundo, e eu: 'meu deus, meu filho estava ali no momento errado'", conta.

A mãe do adolescente conta que levou o filho para o Hospital Gonzaguinha, e de lá ele foi transferido para outra unidade de atendimento. "Foi um tiro superficial e deu para ser retirado sem nenhum problema. Se pega de frente, ele fica paraplégico. Foi na gordura magra, bem próximo da coluna. Já recebeu alta, está em casa bem, medicado, e em observação.

Vítima não sentiu o tiro

Segundo a mãe do adolescente, o jovem estava na reserva do time e não percebeu quando foi atingido pelo disparo.

"Ele ficou assustado porque não tinha visto isso. Aí ele disse que na hora pensou que nem tinha levado nada. Aí sentiu as pernas normais, andou, correu e se jogou no chão. Ele não sentiu. Foi quando o amigo dele disse 'tu foi baleado também'. Aí o sangue troando e aquele pesadelo. A cena foi feia, eram muitos adolescentes correndo para todo lado, querendo se esconder", relata.

G1CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente