segunda-feira, 25 de julho de 2022

Primeiro buraco negro adormecido é encontrado fora da Via Láctea

 Pela primeira vez, pesquisadores encontraram um buraco negro adormecido fora da Via Láctea. Batizado de VFTS 243, ele tem nove vezes a massa do nosso Sol e orbita uma estrela na galáxia Grande Nuvem de Magalhães. A descoberta aconteceu após seis anos de observações com o Very Large Telescope (VLT) do Observatório Europeu Austral (ESO), no Chile.

O buraco negro é considerado “adormecido” por não emitir altos níveis de radiação de raios-X, que é como essas estruturas são normalmente detectadas. Esse tipo de buraco negro é previsto em teoria, mas nunca havia sido identificado. "Encontramos uma agulha no palheiro", disse Tomer Shenar, pesquisador da Universidade de Amsterdã que liderou o estudo, publicado na revista Nature Astronomy.

A descoberta oferece à equipe uma visão única dos processos que acompanham a formação dos buracos negros. Os astrônomos acreditam que um buraco negro de massa estelar se forma quando o núcleo de uma estrela massiva moribunda entre em colapso, mas ainda não se sabe se isso é acompanhado ou não por uma explosão de supernova.

"A estrela que formou o buraco negro VFTS 243 parece ter colapsado completamente, sem nenhum sinal de uma explosão anterior", explicou Shenar. "Evidências para esse cenário de 'colapso direto' surgiram recentemente, mas nosso estudo fornece uma das indicações mais diretas. Isso tem enormes implicações para a origem das fusões de buracos negros no cosmos", completou.

Fonte: History

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reflita, analise e comente