quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

SECRETÁRIO DIZ QUE PONTO DE GREVISTAS DA EDUCAÇÃO SERÁ CORTADO

O secretário adjunto de Educação do Estado, Joaquim Oliveira, confirmou durante entrevista à Inter TV Cabugi nesta quarta-feira (29), que o Estado vai cortar o ponto dos grevistas da rede estadual de ensino, que paralisaram as atividades por tempo indeterminado nessa terça-feira (28).

Segundo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte/RN), a greve foi deflagrada no primeiro dia do ano letivo de 2014 porque no ano passado, após outra paralisação, o governo firmou um acordo com a categoria e não cumpriu. Em agosto, reeditou o combinado, mas até agora nada foi cumprido.

A pauta de reivindicações está distribuída da seguinte ordem: Revisão do Plano de Carreira do Magistério; Pagamento de uma Letra para os professores; Redimensionamento do porte das escolas e gratificação dos diretores; Modificação da portaria 731/2003; Permanência da Letra quando da Promoção Vertical; Mecanismo de Concessão de Licenças-prêmios; Ajuste do déficit na correção salarial de 2013; Complementação na base salarial dos funcionários da educação e Convocação dos concursados.



O Governo, por sua vez, destaca que a paralisação não tem “justificativas concretas”, levantou sérios questionamentos sobre a atuação política do sindicato e citou as medidas anunciadas na última sexta-feira (24), como o reajuste de 8,32% para professores ativos e inativos, a concessão de uma letra a todos os professores e especialistas da rede estadual (promoção horizontal) e a alteração do porte das escolas que dobra a gratificação dos diretores e vice-diretores.

Um comentário:

  1. muita cara de pau desses sujeitos pensar que nós professores vamos engolir esse discurso fascista sem credibilidade promessas que nuca são compridas, pensam eles que estão lutando com marionetes ou pessoas esclerosadas que não tem idéas ou não tem conhecimento dos seus direitos e responsabilidades diante dos nossos trabalhos, somos os profissionais que mudamos a sociedade que fazemos melhor...fica a dica eles mudem as práticas porquer o discurso é o mesmo, por isso não vamos desistir e nem tão menos retroceder, cortar ponto ah essa já é velha, inovem façam diferente...

    ResponderExcluir

Reflita, analise e comente